Resenha: A Rainha Vermelha

11:46

A Rainha Vermelha é o primeiro livro da série A Rainha Vermelha.


Título: A Rainha Vermelha

Autora: Victoria Aveyard

Número de páginas: 424

Editora: Seguinte

Ano: 2015

Nota: 6/5 (Favoritos)


Mare Barrow vive com sua família em um vilarejo só para pessoas com sangue vermelho, ou seja, o lugar era bem pobre e para sobreviver as pessoas tinham que se esforçar muito um dia após o outro. Diferente de sua irmã caçula que possui um talento incrível para bordar, a única coisa que Mare sabe fazer é roubar dos prateados para ajudar no sustento de sua família e ansiar pelo dia em que será recrutada para guerra como seus irmãos mais velhos.


Até que esse dia chegue, ela faz de tudo para proteger Kilorn, o seu vizinho órfão que Mare ama como irmão. No entanto, as coisas não saem como ela espera e após um evento fatídico e um encontro que mudará sua vida para sempre, ela se vê dentro do palácio real exercendo um papel que jamais quis: ser uma nobre prateada.


O mundo é prateado, mas também cinza. Não existe preto e branco.

Mas antes de entrar no castelo, Mare achava que todos os prateados eram ruins, quando ela se torna uma mera peça de xadrez de alguém, ela percebe que as coisas podem ser bem piores do que ela imaginava. Ela não entende como eles conseguem se sentir tão superiores que os vermelhos só porque tem poderes que as pessoas de sangue vermelho simplesmente não possuem. Quer dizer, se ela não considerar a estranha exceção que ela era, já que mesmo tenho sangue vermelho, possui eletricidade pulsando dentro de si.


Mas o seu desejo de se rebelar contra os prateados fala tão alto em seu coração que ela se propõe a participar de uma rebelião para libertar seu povo. Entretanto, ela não levou em conta uma coisa: 
Todo mundo pode trair todo mundo.

Crítica:

Bom, diante de um cenário como esse, é impossível não desejar começar o livro e descobrir o que divide tanto os vermelhos dos prateados. O livro é narrado em primeira pessoa, e Mare conta tudo sobre as perspectivas de vida mas também conta como as pessoas podem ser quando você menos espera. O que não quer dizer que você não consegue enxergar além do que ela enxerga, pois fica bem claro desde o início do livro que Mare é movida pela paixão, pela esperança e pela vontade de mudanças, e isso acaba mudando as situações por algumas atitudes que ela acaba tomando por simplesmente confiar demais. Eu simplesmente fiquei bastante dividida no livro, pois tinha momentos em que eu desejava consolá-la mas também tinha momentos que o que eu mais queria era estapeá-la, pois ao mesmo tempo que ela é bastante corajosa, ela também toma muitas atitudes sem pensar que acabam mudando sua vida para pior.

Isso impede que um romance surja na história, pois mesmo que tenham dois príncipes encantadores e que demonstrem todo afeto por ela, sua cabeça e seu coração estão voltados a somente uma coisa: libertar os vermelhos da submissão dos prateados. Tenho certeza de que quem gosta de livros com disputas políticas e poderes extraordinários, irá amar "A Rainha Vermelha". Eu amei tanto a leitura que estou esperando ansiosamente para o lançamento do segundo livro em fevereiro de 2016 !!

Espero que vocês tenham gostado, 
Beijos,
Myn

Contatos:
Email: mimimtomas@gmail.com
Instagram: Pessoal / Blog
Facebook: Focadas nos Livros
Twitter: @focadas_livros
YouTube: Canal

Veja também:

3 comentários

  1. Nossa gostei muito da sua resenha, e é mais um livro pra minha lista (assim vc vai me deixar falido rs). abraços!
    Visite meu blog, vai ser um prazer: http://viciodelerlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Quero ler!
    Seu conseguisse ler todos que boto na minha lista de "quero ler" estaria no paraíso rs o problema que sempre aparece mais um, dois... rs
    Gostei do seu espaço e vc escreve mto bem! bjs

    ResponderExcluir

Like us on Facebook

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *