Resenha: Sem fôlego

novembro 04, 2018
Depois do sucesso da série Rosemary Beach a editora arqueiro resolveu apostar nessa vez em outra série da autora, a Sea Brezze, que como a primeira é composta por vários livros e com diversos casais ocupando o papel de principais no decorrer dele


Sadie White é uma adolescente de dezessete anos que precisou crescer mais cedo que as pessoas da sua idade, já que sua mãe engravidou novamente e se recusa a trabalhar, a responsabilidade de cuidar da casa e com isso ocupa o lugar da mãe trabalhando como empregada doméstica numa mansão na ilha vizinha. Com o tempo ela descobre que lá e o refúgio do famoso cantor Jax Stone, onde ele vai todo ano para fugir da mídia e passar um tempo com a família, e assim começa o interesse de ambos.

Ela sempre tenta colocar o emprego em primeiro lugar para não se envolver com ele pois seu trabalho é a única forma de obtenção de dinheiro para ela, fazendo com que ela tente resistir e ignorar esse desejo que ela tem para que não perca o trabalho. Porém, assim que bate os olhos nela Jax se interesse e tenta sempre descobrir mais coisas sobre ela e a cada descoberta ele fica cada vez mais fascinado e acaba não aguentando mais e cede ao desejo, mas por ser um astro do rock não pode propor nada a ela, apenas a chance de ficares juntos naquele verão até que ele tenha que voltar para a sua vida

Os personagens secundários também são essenciais para o decorrer da história, já que antes Sadie não tinha laços afetivos com ninguém e após começar o trabalho percebeu que ali ela tinha ganhado uma família com a Sra. Mary que acaba se apegando a menina e a considerando como uma filha, o Sr. Greg, o jardineiro que adorava contar suas histórias de guerra e jogar xadrez além de Marcus, um jovem que trabalhava na casa junto com ela e acaba se interessando nela. Ali ela percebe que tem pessoas que a querem bem apesar de tudo


Jax se encanta mais quando percebe que Sadie não é sua fã e sim uma pessoa que consegue enxergar-lo por trás da pose de cantor famoso, com ela ele consegue ser totalmente verdadeiro, e que sente falta de alguns momentos de privacidade, fazendo com que ele tente manter o relacionamento as escondidas para que a imprensa não caia em cima da menina, mas como nem tudo são flores acabam descobrindo o relacionamento fazendo com que ele tome uma atitude drástica

Pela sinopse parecia que o livro teria a mesma pegada do Paixão sem Limites - primeiro livro da série Rosemary Beach, clique aqui para ler a resenha - e realmente segue o mesmo ritmo, porém diferente do primeiro, em diversos momentos eu me pegava incomodada com o livro, como a Sadie se apaixonou rapidamente por ele como se ele fosse o único homem que tivesse ali, ou o fato da maioria dos personagens masculinos da Abbi ter um sentimento de posse em relação as mulheres, que elas nunca serão amadas ou felizes sem eles e nesse livro parecia que isso estava mais gritante que os outros.

Sadie é uma menina forte quando se trata de cuidar da casa e assumir todas as responsabilidades quando sua mãe não tem condições de fazer alguma coisa. Mas ela sempre fica falando que não deseja ser como a mãe, que não vai ser seduzida pelo primeiro que aparecer mas é exatamente isso que ela faz, ela acata tudo que o Jax diz sem nem reclamar, as vezes pondera internamente mas nunca vai contra ao que ele pede, parece uma submissa e isso me incomodou bastante. E diferente dos outros livros da Abbi esse quase não tem cena de sexo ou até beijo, elas dificilmente aparecem e não são explícitas como os outros.  Esse livro foi publicado antes de Paixão sem Limites mas parece que ela usou a mesma base para a criação dos dois livros pois os personagens são identicos

Dos livros da Abbi Glines esse provavelmente foi minha pior leitura dela, mas vi muita gente dizendo que esse livro é o mais fraco e a série vai melhorando no decorrer dos livros. Irei ler o próximo e ver se minha opinião sobre a série melhora, e eu espero que sim.

Espero que tenham gostado da resenha e qualquer coisa que queiram ver aqui no blog é só colocar nos comentários ou mandar mensagem no nosso instagram @focadasnoslivros

Beijos e até a próxima




14 comentários:

  1. Caramba, genial a resenha!! Parabéns pela competência, beijossss

    ResponderExcluir
  2. Oi, td bem?
    Não gosto de livros também onde temos personagens submissas... Que pena que esse livro não foi muito legal e espero que os próximos sejam!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=o7GNiFkpRqY&t=2s

    ResponderExcluir
  3. Olha, uma das melhores resenhas que já vi até hoje, você arrasou demais. Ainda não conhecia essa história, mas depois do seu post é impossível não querer conhecer!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Assim.. para ser sincera, eu não tenho muita vontade de ler os livros dessa autora.
    Eu acho que a sua foi a primeira resenha um tanto negativa que li dele..
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oie, realmente não é o melhor livro da autora, mas achei gostosinho de ler, quero ler o próximo porque realmente dizem que a série melhora!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Eu até li a trilogia dela, mas quando percebi a extensão e que era uma série acabei desistindo. A história deste parece-me ser boa, se as histórias são independentes, até que vale a pena ler. Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Eu ainda não li nada da autora.
    Preciso tirar um tempinho pra conhecer.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    A cada nova resenha que leio dos livros da autora minha vontade de não ler os livros dela só aumenta hehe. Eu não suporto mocinhos como os que ela cria. Acho que esse e os outros dessa série são livros que eu não lerei.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi! Eu li primeiro a série Rosemary Beach e sem dúvidas é melhor do que essa. Eu esperava mais deste primeiro livro, já o segundo me agradou bem mais que esse primeiro. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Confesso que tenho um pouco de preguiça da Abby Glinnes, apesar de nunca ter lido nada dela. Sei lá, como tenho trauma de A Garota do Calendário fico com a impressão que os da autora vai ser nesse mesmo estilo.
    Mas se for ler, vou começar com a série mais famosa e, quem sabe, depois de um tempo passar para essa, mas não me interessa muito.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?
    Achei estranho que a menina seja menor de idade, ainda mais se o cara for muito mais velho. Não sou muito fã de romances hot assim, então provável que acabe passando esse título. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu li alguns livros da autora e eles não me fizeram ser fã dela, sabe? Li uns quatro e acabei deixando a série para lá. Não tenho vontade de retomar e nem de começar essa outra série, ainda mais com alguns pontos negativos desse livro.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.